Dear Love,

Estou com muitas saudades tuas. Estou com um aperto no coração de quem quer falar e não pode e do esbordar de saudade que me atormenta. Tenho medo, tenho medo de nunca mais de te ver, nunca mais te tocar, nunca mais partilhar contigo a minha vida. Mesmo ao respirar fundo, este aperto não sai, estás aqui e não queres sair, estás tão presente e tão ausente eu sinto demasiado a tua falta. Já fazias parte de mim e da minha vida. Quero-te de volta!

1 comentário:

Emma disse...

Oh :(
É terrível sentirmos-nos assim e às vezes bastam pequenos gestos da parte deles para tudo melhorar.